Julián Fuks, ditaduras, exílios e O Réptil Melancólico

Já li várias crônicas e textos críticos de Juliás Fuks e também o belo romance “A Resistência” – que, creio, me deu muita coragem para escrever O Réptil Melancólico. Muitas diferenças entre os livros, mas algumas proximidades: os temas da ditadura militar, do exílio, do retorno a casa, do irmão… E, creio, também um pouco da questão do passado roubado. Solidariedade Fuks, Brasil nunca mais.

Autor: Fábio Horácio-Castro

Escritor, jornalista, pesquisador, sociólogo, etnógrafo, fenomenólogo, professor. Sou também Fábio Fonseca de Castro e Fábio de Castro da Gama. Conforme a ocasião, o nome.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: